HomePerfil Logo do 4Blogs
Ajax


383 1 Mega Filmes
322 2 Maira Mahtuk
275 3 Adilson
103 4 Blog Pitacos
101 5 Marilene
88 6 Teixeira
62 7 Clayton
49 8 Guilherme
48 9 Melhores
41 10 Apostilas

4.9 Ícone de Barney's Blog | O Blog Definitivo do Homem Moderno Barney's Bl…
4.8 Ícone de Metendo o Bico Metendo o Bico
4.8 Ícone de Blogdojsilva Blogdojsilva
4.8 Ícone de Os Bicho Domina Os Bicho Domina
4.8 Ícone de Comunique9 Comunique9
4.8 Ícone de Cosméticos Beleza Perfumes Cosméticos Bele…
4.8 Ícone de Blog Pitacos e Achados Blog Pitacos e A…
4.8 Ícone de Artigos & Noticias Gospel Artigos & Notici…
4.8 Ícone de 4Blogs - Blog 4Blogs - Blog
4.8 Ícone de GamePlay Estressado GamePlay Estress…

Michelada — Bebidas T…
Agência do Ministério…
Agência do Ministério…
Agência do Ministério…
Agência do Ministério…
Agência do Ministério…
Agência do Ministério…
Agência do Ministério…
Agência do Ministério…
Agência do Ministério…
Foto de Bruno Yuske Inoue

Bruno Yuske Inoue

0

Escritor do Gene Suicida

 

Meus sites/blogs

Screenshot do domínio Gene Suicida

Gene Suicida

Literatura / Escritores

Blog de poemas,sonetos e contos de terror.

 
0 votos, pontuação 0 de 5.0
Ícone de Gene Suicida genesuicida.blogspot.com

Meus posts

0

Fila de espera

Amor, Amor cujo o abra o nunca senti, Amor Amor que ainda n o beijei, Meu amor Amor que s vi em alma roubada, Amor que te espero na varanda de casa, Na luz da alvorada, Lhe aguardo sem pressa, Sem juros de promessa, Amor Que te digo as tardes quentes: Vem me ver Amor que nunca vi em cores ao vivo,...
Ler em GENESUICIDA
0

Amar-te-ei

Tua pele macia junto minha, L bios finos em meu pesco o, Tuas unhas como garras acariciam-me, Abra os me apertam, Enquanto meu cora o bate, O tempo ent o para As estrelas brilham junto ao sol, Por um instante, Como nunca antes, N o brilham no c u que conhecemos, Mas sim no c u em que mora teu olhar...
Ler em GENESUICIDA
0

Notas de conversa comigo

Odiava a mim mesmo naquela noite, ela estava sentada h minha frente.

Havia dores em meu peito que n o podia explicar, Ela sorria, Era o pequeno farol que iluminava minha vida, Teus olhos me encaravam, Tentavam estancar o sangramento desenfreado de minha alma.

Ela sabia as palavras, o jeito, o truque...
Ler em GENESUICIDA
0

Horas a noite

O despertador tocaria as 5:10, Eram 4:50 quando escrevia este poema, J estava demasiado triste e bravo, Sequer pensava corretamente, Penso eu, Que n o pensava t o bem, Pensava no presente, Presente este do tempo Ou do presente vermelho e azul N o sabia, Mas sabia, De alguma maneira algo corria errad...
Ler em GENESUICIDA
0

Teatro agulhas

A dor em meu corpo persiste, Continua a me machucar, Ora este cora o meu, Que meu deus N o se cansa de sangrar, A tarde eu me lembro, Me largo, me rendo, A noite sequer relembro, A dor que me faz de assento, A manh sequer existe Pois bem, continuemos Prossigamos com o teatro agulhas, Alfinetando e ...
Ler em GENESUICIDA
0

Noite extra

E l estava eu novamente, Acordado muito antes do sol nascer, Deitado na cama escrevendo, Tais noites assim como est tem vindo, Novamente, depois de tanto tempo, Penso que pelo fato de passar o dia todo pensando nela, Precisei passar tamb m toda a noite, E o rel gio vai contando, Contando, Contando, ...
Ler em GENESUICIDA
0

Como eu, uma bosta

Acho que voc nunca entender eu sou um perigo at para mim mesmo, Eu sou um monstro, Daqueles que choram por ver pessoas felizes e nada faz, Eu estou implorando pra voc ir pois tudo que tem aqui a frieza e a dor, Achei dio e raiva em baixo do travesseiro ontem, Voc me olha com estes olhos verdes e diz...
Ler em GENESUICIDA
0

Nada nunca serei

Certo dia me via calado, Deitado, no sil ncio isolado, No meu peito n o havia bot o algum, Como os bot es que via no peito de outros mais, Nas ruas, nos bares, Nas casas e nos metr s, Eram como est tuas com cora es, Mas desligados, E eu andava por entre eles, Como gente, Por m nem metade era, Nem a ...
Ler em GENESUICIDA
0

Locked and loaded

Cansei, cansei, Cansei de gente esdr xula, Paredes frias, minha cama vazia, Cansei de sentir dio de mim mesmo, pelo que fa o e sei que fa o bem, Cansei do estresse, Dessa f ria que queima e me deixa vermelho, depois que some e me larga no ch o, Estou farto, estou cansado, Eu cansei de me sentir tris...
Ler em GENESUICIDA
0

Não me ajude

Me encontro cercado por papel, De uma lado trabalho, Do outro estudo, Nada que seja confort vel, nunca fui um rato de biblioteca. Era rato de bar, mas nem isso sou mais.

E pela maior diversidade de motivos, Procuro escrever pois n o posso procurar mais nada, Veja bem, enquanto escrevo perco tempo, T...
Ler em GENESUICIDA
0

Pesadelo 15/08/2016

Estava tudo escuro. Aonde me encontro Qual inferno me abra a hoje Est frio O frio congela as pontas dos meus dedos, um terror lento este que me atordoa.

E ent o ao meu ouvido voz feminina sussurra com cautela: -Me siga. Uma leve luz se incendeia ao seu redor, n o clara a ponto de eu ver sua face, m...
Ler em GENESUICIDA
0

Me de um sinal.

Me derrubo em um devaneio, Devaneio este que não cessa, E eu peço,imploro para os céus,cessa por favor cessa, Mas os céus não ouvem, E ligar,ninguém liga, De atenção,nenhuma almejo, Das pessoas atenção quero nada Peço pela solidão uma vez mais, E o medo sussurra no meu ouvido boas vindas, Vindas de...
Ler em GENESUICIDA
0

Poemas em mim

De nada me importa estas palavras que escrevo, Funcionam como placebos para minha alma, Apenas me dão a falsa impressão de poder soltar meus demônios, Em letras, Em linhas, Em parágrafos, Mas de nada adianta, Se toda vez que acabo um, Outro se cria em sequencia, E nada cessa, Textos e poemas feios, ...
Ler em GENESUICIDA
0

Pesadelo 14/08/2016

Acordei no chão,em uma poça de sangue que já estava frio, Minha cabeça doía mais do que tudo, haviam hematomas claros espalhados por todo meu corpo.

E então flashes começaram a piscar na minha cabeça Eu estava em pé,estava com raiva, Havia uma aldeia,e eles estavam felizes lá, Corri, E então sangue,...
Ler em GENESUICIDA
0

Nightmare - 13/08/2016

Come ou comigo em p em frente ao espelho, encarava meu reflexo est tico. -Qual a da vez - disse meu reflexo. - faz muito tempo que voc n o aparece por aqui. -Eu sei, s por hoje,uma leve reca da. - respondi com cautela e desprezo, j estivesse nesse cen rio outras vezes, e muitas deles eu estava acord...
Ler em GENESUICIDA
0

Um poema de amor e solidão.

Permita-me escrever novamente, Antes que pela escuridão gélida meu coração se corrompa uma vez mais pelo vazio solitário das nuvens do céu infinito.

Antes que as ondas frias de oceanos que já não existem corram por minhas veias como cavalos de guerra prontos para serem mortos. Antes que meu corpo vi...
Ler em GENESUICIDA
0

Balas e chicletes

Nascemos na mesma cidade, Moramos no mesmo bairro, mesmo sem nos ver. Pegamos o mesmo avi o, E durante a viagem, um de frente para o outro.

Eu estava com um saco de pequenas balas que se acabavam em pequenas mordidas e ent o sumiam, enquanto voc mascava o que achava ser um chiclete infinito, por m, ...
Ler em GENESUICIDA
0

Uma parte boa do amor

Voc sabe que foi, Sem sombra de d vida foi a pior, A pior pintura que ela j viu, A melodia mais rouca que ela j ouviu, As fotos mais borradas, Voc n o ficou em primeiro, N o foi ouro, N o foi o melhor para todos, O j ri, os cr ticos, todos te odiaram Mas ela n o, Para ela aquilo era uma Mona Lisa, ...
Ler em GENESUICIDA
0

Um poema ruim,de novo

De novo aqui, Só não em casa, De novo triste, Mas sem garrafa. De novo pensando em você, Novamente escrevendo, Escrever já não aguento mais, Mas, é o que eu digo de novo, De novo aqui, Me deixe parar, Me deixe sorrir, De novo estou triste, De novo o de novo Mas novamente digo que De novo me pego pen...
Ler em GENESUICIDA
0

Suspiro do dia

A tristeza me abra ou uma vez mais, Daquele jeito que ela sempre abra a, Correndo meu corpo com grilh es gelados de ferro, N o confort vel, o som da solid o que ou o De um dia sem ningu m.

A solid o vem e pede colo, a companhia mais sozinha que possuo, N o me abra a, Pede colo como uma crian a. Falo...
Ler em GENESUICIDA
Contador online